Ganhando espaço

Se é bom ou ruim, vocês decidem, mas a verdade é que o rock está na moda. Afinal, até Caetano Veloso acaba de lançar um disco rocker. Uma porção de novidades mostra como o rock baiano segue a tendência e vive bons momentos, crescendo e ganhando um respaldo poucas vezes visto antes por aqui, apesar de todos os problemas. Não se trata nem dos nomes já consagrados fora do estado, mas das bandas vindas do cenário independente. Prova do bom momento do cenário independente é o festival Bahia Pop, que tem claramente um viés na música pop [como o próprio nome já diz]. Mas como assim? O festival vai reunir Nando Reis, Paralamas, Detonautas e Jammil. Mas não só, foi fechado um palco secundário aberto para bandas baianas. Melhor, em meio aos shows das grandes atrações, o público vai poder conferir shows de algumas das pincipais bandas de rock baianas, como Cascadura, ZecaCuryDamm & a Formidável Família Musical, Radiola, Ronei Jorge e Os Ladrões de Bicicleta e Meteora.

Outro passo importante, os próprios Ronei Jorge e Os Ladrões de Bicicleta e Cascadura estão na programação de outubro do projeto Música no Parque, agendados para os dias 8 e 22, respectivamente. A Cascadura, aliás, depois do disco lançado e elogiado Brasil afora, concorreu ao Troféu “Dia do Rock 2006”, oferecido pela Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo. A banda baiana concorreu na categoria “Álbum do Ano”, com “Bogary”, disputando com concorrentes de peso como Sepultura, Forgotten Boys, Cachorro Grande e Baranga (?). O vencedor foi o disco “Dante XXI” do Sepultura.
Uma banda bem nova que conquistou um espaço importante foi a Pangenianos. Eles foram um dos dois nomes selecionados pelo Prêmio Braskem Cultura e Arte. O grupo concorreu com outros 103 nomes e foi escolhidopor uma comissão julgadora que tinha nomes como Arto Lindsay, Ramiro Mussoto e Jarbas Bittencourt. Com o prêmio, a banda vai gravar o disco “A estrada de seu Zé”.

CDs da Atalho
O selo Atalho mostra porque vem crescendo e se tornando um dos principais do segmento no estado. Dois novos discos saem pelo selo nas próximas semanas, provavelmente ainda este mês. Um deles é o CD de estréia da Theatro de Séraphin, “Tristes Trópicos”. O outro é o début The Honkers, que já lançou dois EPs, mas finalmente lança seu CD completo. O trabalho, que se chama “Roll Up your Sleeves…” e já tem algumas músicas disponíveis na internet, não integra o projeto de cinco discos simultâneos, que ainda faz parte dos planos da banda.

Brinde nova
A banda Brinde anda sumida, tocando mais fora do estado que por aqui. Depois de recentes passagens por São Paulo, Cuiabá, Porto Alegre e Goianésia, o grupo está planejando uma volta a shows em Salvador. A grande novidade, porém, é o que novo e segundo disco está prontinho. Batizado de “Sabe Aquela Coragem” o trabalho foi gravado com produção de um trio argentino, Júlio (ex-Crac), Bocha e Jetti Corleto, e tem participação especial de Nancyta. A sonoridade está um pouco diferente. Gravado ao vivo, sem overdubs, a promessa é um disco mais rock, direto, com apenas guitarra, baixo e bateria no comando. Ainda não está certo por onde o CD será lançado, mas a banda está negociando com alguns selos.

Pessoas invisíveis
Outra banda que solta trabalho este mês é a Pessoas Invisíveis. O material da banda deixa a Internet e sai num EP, lançado de forma totalmente independente e bancada do próprio bolso. A banda já planeja também um disco cheio para 2007, inclusive, algumas músicas novas estão prontas. Outra novidade da banda diz respeito a conquista do primeiro lugar na votação do Trama Universitário. Enquanto os shows na turnê não acontecem, em breve sai a coletânea com as bandas classificadas de todo Brasil.

Rock baiano ganha livro
Para quem deseja conhecer um pouco mais sobre tudo isso está saindo um livro contando a história do rock na Bahia. “Rock Baiano – História de uma Cultura Subterrânea” é de autoria de Ednilson Sacramento, ex-mentor do Telefanzine, um dos melhores veículos de comunicação que já existiu no cenário local. Em 250 páginas, Ednilson avalia a movimentação do rock no submundo da cultura baiana, dando foco para o punk feito a partir dos anos 80. O livro é resultado de mais de dez anos de pesquisa, que incluiu entrevistas, conversas, leitura de fanzines e arquivos de memória. O lançamento do livro é durante essa semana na Praça de Eventos do Shopping Piedade e estará a venda no stand da ong Arcca por R$ 18,95.

Rock no interior
Outra boa nova no rock baiano é a consolidação dos festivais no interior do estado. A presente Vitória da Conquista promove o Conquista Rock em outubro apenas com bandas locais, enquanto outro festival está programado pra dezembro, com confirmação por enquanto do Matanza. Nesse próximo fim-de-semana, a cidade promove ainda o Conquista Metal Fest, anunciado como o maior festival de Heavy Metal do Nordeste, na programação as bandas locais Pectus Maculosus, Mictian e Inside Hatred, algumas das principais do estado Cobalto, Veuliah, Ungodly (que acabou de abrir os shows da turnê do Slayer) e Malefactor (lançando disco novo ), além da finlandesa Sinking. Camaçari confirma o premiado Pólo Rock Festival para 4 de novembro. Feira de Santana acaba de realizar seu festival, o Feira Rock Festival, que realizou a sexta edição recebendo bandas da cidade, além de atrações da capital, de fora do estado e até do exterior. Cruz das Almas também acabou de realizar um festival, o sexto Soul do Rock Festival com bandas locais e visitantes. A pequena Ribeira do Pombal também tem o seu, a cidade que promove, no próximo dia 23, o 4º Eventual Rock, com bandas da Bahia, Alagoas e Sergipe, além de uma exposição de fanzines. Bom Jesus da Lapa anuncia não só um, mas TRÊS festivais. No próximo dia 29 acontece a segunda edição do Tijolo Rock Festival, com bandas como Mamitex (Trash/New Metal) de Caetité, Audiirado (New Metal) de Ibotirama, Atrittus (Punk) de Santa Maria da Vitoria e outrasda própria cidade. Em 4 de novembro, acontece o Tubaína Rock 2 com bandas de cidades do interior. O grande festival da cidade é o Rock Rio São Francisco, que ano passado levou várias bandas de Salvador e este ano promete repetir o feito. O evento está marcado para 15, 16 e 17 de dezembro.

Para quem gosta de música sem preconceitos.

O el Cabong tem foco na produção musical da Bahia e do Brasil e um olhar para o mundo, com matérias, entrevistas, notícias, videoclipes, cobertura de shows e festivais.

Veja as festas, shows, festivais e eventos de música que acontecem em Salvador, com artistas locais e de fora dos estilos mais diversos.

Leia Mais
Sai a lista dos indicados para o Prêmio Bahia de Todos os Rocks