Blitz The Ambassador

Blitz The Ambassador – o show imperdível da semana, do mês, do ano?

Ele está na acidade há alguns dias para gravar um videoclipe e já foi visto conferindo alguns shows no Pelourinho. Mas é no próximo domingo (27), que o público baiano vai poder conhecer de perto o trabalho de Blitz The Ambassador, como é conhecido o cantor e multi artista ganês Samuel Bazawule. Ele se apresenta no Largo Tereza Batista, no Pelourinho, acompanhado da banda IFÁ Afrobeat, dentro da primeira edição do UrbanBahia.

Blitz veio a Salvador para gravar o terceiro videoclipe da trilogia Diasporadical, cujo primeiro vídeo foi gravado em Accra, sua cidade natal, em Gana. O segundo no bairro onde mora, o Brooklyn, em Nova York, e o terceiro é o que está sendo filmado na capital baiana. Blitz tem falado do projeto em sua página no facebook, descrevendo da seguinte forma: “Nenhum lugar parecido. Três mulheres, três gerações, três continentes. Todos conectados”. Ele tem circulado por Salvador, uma das três cidades que considera mágicas e representativas para a cultura negra no mundo.

O encontro de Blitz com a IFÁ promete uma mescla do ijexá, funk e afrobeat dos baianos, com o rap poético e as sonoridades engendradas pelo rapper africano. O grupo baiano será a banda base de Blitz e, pelo que foi já visto em vídeos dos ensaios, promete ser marcante. A noite do UrbanBahia terá ainda os discursos fortes das mulheres da Rima Mina, formado pelas mc’s Mirapotira, Cintia Savoli e dj Nai Senna, além da apresentação do MC DaGanja com o Dj Gug Pinheiro e a Liga Feminina de MCs Nacional (etapa Bahia).

Outros shows:
– Confira outros destaques da agenda de shows em Salvador.

Blitz The Ambassador AfropolitanConsiderado um dos grandes nomes do hip-hop atual, Blitz vem utilizando seu talento para estimular o intercâmbio musical e já gravou com grandes nomes da música negra pelo mundo, como Sean Kuti, Akua Naru, e o brasileiro Emicida. Com três discos lançados, o mais recente, de 2014, “Afropolitan Dreams” aprofunda suas mistura sonoras, indo além do rap e mergulhando em outras sonoridades.

Blitz precisou voltar para sua terra natal para conceber o trabalho. Nele produz uma vibrante mescla entre ritmos africanos tradicionais, o soul mais antigo, jazz etíope, o afrobeat de Fela Kuti e o hip hop americano. Para isso mescla trompetes, saxofone, beats com djembe ou kora, produzindo uma fusão entre o moderno e o tradicional. O resultado é uma música com bastante personalidade e um som promovendo um diálogo entre músicas negras de origens diversas, mas em especial da África e dos Estados Unidos.

“Eu sempre serei um africano primeiro. E então onde quer que eu esteja, seja Accra, Lagos ou Tokyo, eu sempre vou ver as coisas através de uma lente africana, através da perspectiva do meu continente”

Morando nos Estados Unidos desde os 18 anos, em  “Afropolitan Dreams”, o rapper coloca em debate um tema muito atual e quente: os imigrantes. Nesse caso o futuro e os desejos dos ‘Afropolitans’, (junção de ‘African’ e “cosmopolitan”) nome criado por um acadêmico que designa um tipo particular de africanos: aqueles, muitos dos quais normalmente com dupla nacionalidade, dupla origem e identidade, que se movem e que dão boa reputação ao continente, normalmente artistas, intelectuais e criadores. O disco traz uma reflexão sobre o futuro revolucionário desses africanos, no qual o próprio Blitz está inserido.

No trabalho, Blitz conta com algumas participações especiais que ilustram sua interação com a nova geração de africanos, quase todos imigrantes espalhados pelo mundo, como a rapper nigeriana Nneka, o cantor nigeriano e filho de Fela Kuti, Seun Kuti, o rapper malinês Oxmo Puccino, o ganês Sarkodie e a cantora do Benin Angelique Kidjo. No mesmo disco, mostra uma relação com o Brasil, especialmente na faixa “All Around the World”, que tem participação de Marcelo D2 e forte presença percussiva e referências às batucadas carnavalescas do Rio de Janeiro.

Veja também:
Entrevista: O afrofuturismo de Dr. Drumah em novo disco.
Música do BaianaSystem entra na trilha do FIFA 16 como representante brasileiro.
Entrevista I.F.Á. Afrobeat: “O desejo de renovação é a maior força da música baiana de agora”.

No facebook, Blitz vem há alguns dias mostrando sua impressão sobre Salvador. Postou várias fotos, no Pelourinho, na praia, com a estátua de Zumbi dos Palmares e com diversas figuras populares, dizendo quase sempre que “a magia está em toda parte”. Em um vídeo disse que Novos Baianos era sua trilha sonora por aqui. Em outro vídeo mostra um taxista cantando um samba, que descreveu “when your taxi driver is also a Samba legend. Bahia….you are truly magical” (quando seu taxista também é uma lenda do samba. Bahia… você é verdadeiramente mágica).

SERVIÇO
O que: UrbanBahia: Blitz the Ambassador + IFÁ Afrobeat
Quando: Domingo, 27 de setembro
Onde: Largo Tereza Batista – Pelourinho
Atrações:
-Blitz the Ambassador + IFÁ Afrobeat
-Dj Nai Senna + Mirapotira e Cintia Savoli
-DaGanja + Dj Gug Pinheiro
-Liga Feminina de MCs Nacional (etapa Bahia)

Quanto: R$20,00 à venda nas lojas:
-Afreeka (Shopping Colonial em frente à Biblioteca dos Barris)
-Mito (nos shoppings Da Bahia, Paralela e Salvador)
-Colomy Brothers (Rio Vermelho )

Conheça mais sobre o artista:

http://blitz.mvmt.com

https://www.facebook.com/BlitzAmbassador

Confira clipes de Blitz The Ambassador:

Para quem gosta de música sem preconceitos.

O el Cabong tem foco na produção musical da Bahia e do Brasil e um olhar para o mundo, com matérias, entrevistas, notícias, videoclipes, cobertura de shows e festivais.

Veja as festas, shows, festivais e eventos de música que acontecem em Salvador, com artistas locais e de fora dos estilos mais diversos.

Leia Mais
Lívia Mattos
Lívia Mattos é uma das ganhadoras de festival de canções