Prince Addamo

10 álbuns que mudaram a vida de Prince Addamo

Voltamos com a sessão que traz os álbuns que foram essenciais na vida e carreira de alguns de nossos artistas. Desta vez, apresentamos os preferidos do cantor, compositor, guitarrista, reggaeman e figuraça Prince Addamo. Nascido em Camacã e morando em Salvador há alguns anos, o artista é um dos nomes que mantém o chamado reggae raiz vivo na Bahia. Atendendo nosso convite, ele separou 10 álbuns marcantes de sua vida, que, evidentemente, circulam quase sempre por artistas de reggae. Dentre eles, estão Bob Marley, Edson Gomes, Steel Pulse, mas há também nomes cruciais da música brasileira, como Zé Ramalho e Tim Maia. Veja os 10 discos que ele escolheu como fundamentais.

Recôncavo – Edson Gomes e Banda Cão de Raça

“Esse álbum me despertou para o reggae. A sonoridade, a estética, as letras, me apontavam um caminho que eu sabia que um dia iria trilhar. Foi um chamado, uma preparação pra uma missão.”

Kaya – Bob Marley 

“O Kaya foi meu primeiro álbum de reggae internacional. Estava indo pra escola e um colega me vendeu por R$ 11. Ele disse que eu iria pirar, e realmente eu pirei. O reverb foi o que mais me chamou a atenção. A faixa ‘Crisis’ é a minha preferida.”

Zé Ramalho (1978) – Zé Ramalho 

“Zé ramalho me ensinou a mergulhar no mundo da composição, me apresentou a batida incomparável de violão. O disco não tem bateria, mas tem a zabumba que foi gravada por Bezerra da Silva. Quando descobri isso os ouvidos brilharam.”

True Democracy – Steel Pulse 

“Esse disco é uma escola fundamental. Ampliou minha visão para o reggae feito além da Jamaica. A pegada do baterista Grizzly é inconfundível e influenciou uma geração, e é o que mais me chama a atenção dessa pérola do reggae mundial.”

Below The Bassline – Ernest Ranglin 

“Um álbum que me mostrou um mestre para a vida toda. Um álbum instrumental que pra mim é uma fonte inesgotável de possibilidades. Uma aula de dinâmica e diálogo entre os instrumentistas.”

Tim Maia Racional – Tim Maia 

“Foi a descoberta de um “novo” Tim Maia. Eu fechava os olhos e me sentia na sala com os músicos, tocando junto.”

The Universe Smiles Upon You – Khruangbin 

“Um disco incrível. Me identifiquei com algumas guitarras logo quando ouvi. A piscodelia e o groove do baixo e batera são viciantes.”

Unpolished – Midinite 

“Esse é um caminho sem volta. A voz poderosa de Vaughn Benjamin, o flow, as linhas de baixo… Gosto principalmente de ‘Love the Life you Live’.”

Heart Of The Congos – The Congos 

“A produção primorosa do bruxo Lee Perry fez essa obra prima do reggae mundial. A atmosfera desse disco deixa a gente flutuando. Quando ouvi ‘Fisherman’, foi tipo uma abertura de um portal. Um trio vocal impecável, os delays… tudo muda depois de ouvir esse álbum.”

Black Woman – Judy Mowatt

“Foi um encontro mágico ouvir a voz de Judy além das I-threes. Esse álbum é muito bem produzido, gostoso de ouvir. Quando se fala em vozes femininas no reggae, Judy é referência incontestável e Black Woman é uma faixa que arrepia qualquer pessoa.”

Para quem gosta de música sem preconceitos.

O el Cabong tem foco na produção musical da Bahia e do Brasil e um olhar para o mundo, com matérias, entrevistas, notícias, videoclipes, cobertura de shows e festivais.

Veja as festas, shows, festivais e eventos de música que acontecem em Salvador, com artistas locais e de fora dos estilos mais diversos.

Leia Mais
Melhores discos baianos 2020
Os melhores discos baianos de 2020 escolhidos pela crítica