Dentro da Retrospectiva 2013, o el Cabong relembra alguns dos principais encontros da música brasileira em várias partes do país.

caetanoemicida Retrospectiva 2013 encontros
Caetano Veloso e Emicida no Prêmio Multishow

Dizem que no palco é que se vê quem manda bem de verdade. Deve ser um desafio ainda maior quando é algo fora do roteiro costumeiro, com algum convidado para dividir as atenções do público e preocupações em tudo dar certo. E quando rola de dividir o palco com seu próprio ídolo? Ou de receber um convidado que não tem muito a ver com sua música? Tem também os encontros entre artistas quase irmão, ai fica mais fácil. O que importa é que os encontros, as participações, os artistas convidados sempre dão um toque a mais num show. Os encontros, as participações especiais, os artistas convidados sempre dão um toque a mais num show. Depois de revelar os encontros internacionais da música em 2013, o el Cabong relembra alguns dos principais encontros da música brasileira em várias partes do país.

_________________________

O Terno, Filipe Catto e diversos convidados – ‘Gente Aberta’ – São Paulo
Reveillon de 2012 apara 2013, no maior clima virada da Globo, só que aqui com artistas da cena independente, da nova MPB ou como quer que cada um chame. Pescamos aqui o momento de Filipe Catto e O Terno no comando, com a participação de todos os convidados, com Márcia Castro, Pélico, Barbara Eugênia, Tatá Aeroplano, Leo Cavalcanti, Felipe Cordeiro, Rafael Castro, Juçara Marçal, Mauricio Pereira, Tulipa Ruiz, Letuce, Blubell, Rael, Laura Lavieri, Karina Buhr e Kiko Dinucci. Todos juntos tocando ‘Gente Aberta’, de Erasmo Carlos. O Terno foi abanda escolhida como base para o show, que fizeram o reveillon do Cultura Livre!.

Sepultura + Zé Ramalho – ‘Ratamahatta’ – Rock in Rio 2013 – Rio de Janeiro
Talvez a melhor surpresa do Rock in Rio de 2013 foi o encontro do Sepultura com Zé do Caixão. Combinou tanto que a pergunta de todo mundo era porque isso não tinha rolado antes. Juntos eles tocaram música da carreira do paraibano, mas foi em ‘Ratamahatta’ que o encontro mostrou como tinha tudo a ver. O veterano Zé Ramalho tem muito mais a ver do que Carlinhos Brown cantando “Zé do Caixão, Zumbi, Lampião”. Muito bom.

Marcia Castro e Zeca Baleiro – ‘Alma não tem cor’ – Pipoca Moderna 2013 – Salvador
Quase todo mundo se encontra no Verão de Salvador. Os artistas da terra, os de lá que vão morar fora e diversos convidados. Os famosos ensaios e festas pré-carnavalescas são um dos ambientes propícios para encontros. E quem tem promovido eles regularmente é Márcia Castro. Aqui ela divide o palco do Clube Fantoches com Zeca Baleiro para uma versão de ‘Alma não tem Cor”, do Karnak, numa cidade que tem tudo a ver com a letra.

Marcia Castro, Mart’nália e Luiz Melodia – ‘Pérola Negra’ –  Pipoca Moderna 2013 – Salvador
Outro encontro no mesmo projeto reuniu Marcia Castro, Mart’nália e Luiz Melodia, juntos cantaram uma das músicas mais importante da carreira do cantor e compositor carioca, ‘Pérola Negra’.

 

Maria Alcina e As Mercenárias – ‘Fio Maravilha’ – São Paulo
A banda As Mercenárias teve sua importância para o rock brasileiro nos anos 80, apesar de passar despercebido para a maioria das pessoas. Para comemorar os 30 anos do grupo, foi realizado um show especial, com As Mercenárias recebendo diversos convidados especiais: Edgard Scandurra, Clemente, Maria Alcina, Karina Buhr, Naná Rizzini e Michelle Abu. Com Maria Alcina, elas tocaram a clássica ‘Fio Maravilha’, de Jorge Ben.

Elza Soares e Gaby Amarantos – ‘Ex My Love’ – São Paulo
Se tem duas cantoras de duas gerações diferentes que tem tudo a ver estarem juntas no mesmo palco, elas são Elza Soares e Gaby Amarantos. Elas combinam, ambas tem um ar de contestação, um teor de rebeldia ao padrão, uma quebra dos valores tradicionais. Elza do alto de seus mais de seus 76 anos é daquelas que adora se enturmar com gente nova e nada melhor que cantar ao lado da melhor cantora pop do Brasil atual para cantar o hit da paraense ‘Ex-My Love’. O encontro aconteceu em março no Sesc Pinheiros, em São Paulo.

Guizado, Karina Buhr, Marcia Castro e Maria Alcina – ‘Andar Com Fé’ – São Paulo
Numa grande homenagem a Gilberto Gil, no Sesc Ipiranga, o paulista Guizado com uma super banda recebeu três cantoras, Karina Buhr, Marcia Castro e Maria Alcina, para uma versão de ‘Andar Com Fé’.

Wado e Fafá de Belém – ‘Tarja Preta’ – São Paulo
O cantor e compositor Wado fez um show especial de lançamento de seu disco “Vazio Tropical”, no Sesc Pompeia, e recebeu uma convidada especial, surpresa pra todos. Esbanjando simpatia, Fafá de Belém nem sabia a música direito, mas a letra é meio que falando dela, mesmo sem querer, como assume Wado, e ficou muito legal ela no show.

Wado com Marcelo Camelo, Cícero e MoMo – ‘Fortalece Aí’  – São Paulo
O lançamento do disco de Wado, no entanto, teria também a participação dos convidados especiais que gravaram o disco. Cícero, Momo e Marcelo Camelo subiram ao palco para cantar cada um em um momento a música que gravaram,mas teve o momento em que todos cantaram juntos, a música escolhida foi uma de alguns discos anteriores, a bela ‘Fortalece Aí’.

 Vivendo do Ócio e  Caju e Castanha – ‘O Mais Clichê’ – São Paulo
A banda baiana Vivendo do Ócio tinha no festival Lollapalooza um dos maiores públicos que já tocaram. Além do rock que sempre mostram, resolveram levar uma novidade ao palco e convidaram a dupla de repentistas Caju e Castanha para uma participação. Eles entraram na música ‘O Mais Clichê’ e tornou o show ainda mais interessante.

Marisa Monte e Caetano Veloso – Oração ao Tempo’ – Rio de Janeiro
Já poderia e deveria ter acontecido há tempos, mas o encontro inédito e histórico entre Marisa Monte e Caetano Veloso teve um sabor a mais pelo que motivou o show, realizado no palco do Circo Voador. A apresentação fazia parte do projeto “Somos todos Amarildo”, um protesto ao desaparecimento de Amarildo de Souza, pedreiro levado por policiais militares da “unidade de polícia pacificadora” da rocinha, e teve renda doada para o “IDDH” (Instituto dos Defensores dos Direitos Humanos). E o show foi ainda mais interessante porque não foi uma colagem forçada de músicas dos dois, foi um show novo, que incluiu músicas da carreira dos dois e até uma homenagem a Lou Reed. Aqui assistimos ‘Oração ao Tempo’, de Caetano.

Jards Macalé e Walter Franco – Dor Canalha
Até alguns anos, havia um seleto grupo de artistas brasileiros tratados como malditos. Quase marginais da grande MPB eles trafegavam fora dos grandes circuitos e distante da mídia. Com a internet isso mudou e boa parte deles ganhou às graças do público mais jovem e sintonizado com a produção musical brasileira. Mesmo atualmente, não é sempre que se pode ver dois deles dividindo o mesmo palco, ainda mais Walter Franco, o “maldito” que mais continuou fora dos holofotes. Jards Macalé e Walter Franco se apresentaram juntos no Auditório Ibirapuera, em São Paulo, em abril, num show comemorativo pelos 70 anos de Macalé. Juntos mandaram um dos clássicos de Walter Franco, ‘Dor Canalha’.

Jards Macalé e Thais Gulin – ‘Hotel das Estrelas’ – Rio de Janeiro
Macalé, no entanto, não parou no tempo é um dos veteranos da MPB que mais se abriu para as novas gerações. Na festa comemorativa de seu aniversário, ele recebeu também a jovem cantora Thais Gulin e juntos cantaram uma de suas mais importantes música, ‘Hotel das Estrelas, só que dessa vez a festa foi no Circo Voador, no Rio de Janeiro.

Fusile e Gabriel Thomaz (Autoramas) – ‘Você Sabe’ – Conexão BH – Belo Horizonte
Imaginem se o Autoramas tivesse um naipe de sopros. Ficaria mais ou menos como foi no encontro da banda mineira Fusile e Gabriel Thomaz no projeto Conexão em BH, na capital mineira.

Dois em Um e Tono – ‘Da Terra pro Sol’ – Rio de Janeiro
O duo Dois em Um realizou dois shows no projeto Levada Oi Futuro, no Rio de Janeiro, recebendo diversos convidados especiais. Entre eles , o cantor Momo e a banda Tono , que aparece aqui fazendo uma versão de uma música sua ao lado da dupla baiana.

Lívia Mattos e Orquestra do Fubá – ‘Feira de Mangaio’ – Paris
Outro artista baiana que caiu na estrada foi a cantora e sanfoneira Lívia Mattos. Com uma turnê com shows pela Europa, ela se encontrou com a banda Orquestra do Fubá, formada por brasileiros e franceses e residente em Paris. Lá tocaram juntos a clássica ‘Feira de Mangaio’, de Glorinha Gadelha e Sivuca.

Vespas Mandarinas e Vivendo do Ócio – ‘O Herói Devolvido’ – São Paulo
Quem diz que não existe um novo rock nacional, precisa ficar atento ao que anda sendo feito e não aparece nas rádios. Bom exemplo são as bandas Vespas Mandarinas e Vivendo do Ócio. As duas estiveram juntas no palco do CCSP para o lançamento do primeiro disco do Vespas e tocaram um dos hits da banda, ‘O Herói Devolvido’.

Vespas Mandarinas e Edgard Scandurra – ‘Núcleo Base’ – São Paulo
No mesmo show, foi marcante também o encontro de gerações. O guitarrista Edgard Scandurra se fez presente no show dos Vespas e mandaram a clássica ‘Núcleo Base’, sucesso eterno do Ira!.

Nevilton e Martin Mendezz – ‘Vou ver o Mar’ – São Paulo
Uma das bandas mais promissoras do rock brasileiro atual recebeu o guitarrista Martin Mendezz, em mais um encontro do rock brasileiro atual. A música é do próprio Nevilton.

Moraes , Pepeu e Roberta Sá – ‘Tinindo Trincando’ – Rio de Janeiro
Era perigosa a escalação de Roberta Sá para fazer as vezes de Baby Consuelo no encontro de velhos Novos Baianos no Rock in Rio 2. Substituir Baby é muito difícil para qualquer cantora. Moraes Moreira e Pepeu Gomes deixaram Roberta à vontade e ela não decepcionou. Vestida com uma camisa que estampava o rosto de Baby e colocava ela de certa forma no palco, Roberta mostrou imenso respeito à musa, claramente sabendo onde pisava, mostrou conhecer os limites do desafio e soltou a voz, com a certeza que substituir Baby era na verdade homenageá-la. Mandou bem.

Graveola e o Lixo Polifônico recebe O Terno – ‘Crazy Pop Rock’ – São Paulo
Duas bandas da nova geração que têm sonoridades próprias misturando rock com música brasileira e vice versa. Graveola e o Lixo Polifônico e O Terno se encontraram no Auditório Ibirapuera e tocaram algumas músicas juntos, entre elas a ótima ‘Crazy Pop Rock’ de Gilberto Gil e Jorge Mautner.

Filipe Catto e Cida Moreira – Piradinha e Back to Black – Porto Alegre
Mais um daqueles encontros de gerações. Aqui o cantor gaúcho Filipe Catto se junta a veterana cantora Cida Moreira para uma versão de ‘Piradinha’, de Gabriel Valim, emendada com ‘Back to Black’, de Amy Winehouse. Os dois se apresentarem no show Eviscerados, no Theatro São Pedro, em Porto Alegre, e repetiram o encontro em São Paulo, com um repertório eclético que foi de versões de canções de P. J. Harvey e Rolling Stones à música caipira e samba.

Caetano Veloso e Emicida – Prêmio Multishow 2013
Caetano Veloso sempre soube se aproximar dos jovens nomes da música e se colocar sintonizado com os movimentos da música brasileira. Continua assim. Aqui ele divide o palco com o rapper paulista Emicida na entrega do Prêmio Multishow 2013, em São Paulo. Juntos cantaram uma sequência com músicas de Caetano, ‘Tropicália’, ‘Um Abraçaço’, ‘Haiti’ e ‘A Bossa Nova é Foda’, fechando com ‘O Hip Hop é Foda’ de Rael.

Caetano Veloso, Emicida e Rael – São Paulo
O encontro se repetiu meses depois, no Show Cidadania nas Ruas, no Ibirapuera, também em São Paulo, agora com um público mais vivo do que a plateia do prêmio Multishow, com participação também do rapper Rael e com Criolo passeando pelo palco.

Lenine e Orkestra Rumpilezz  – ‘Leão do Norte’ – Salvador
A Orkestra Rumpilezz promoveu alguns encontros marcantes em 2013, recebendo artistas de diversos estilos e origens. Um dos mais marcantes foi Lenine, num show especial no Teatro Castro Alves. Juntos eles cantaram algumas música, entre elas um dos sucesso do pernambucano, ‘Leão do Norte’. O encontro se repetiria meses depois no show de despedida da Concha Acústica.

Milágrimas (Itamar Assumpção e Alice Ruiz) com Alice Ruiz e Anelis Assumpção
DVD do Espetáculo “Milágrimas” de Ivaldo Bertazzo – SESC/SP

Silva, Céu e Kassin – ‘Mais Cedo’ – Rio de Janeiro
Organizado pelo onipresente Nelson Motta, o Sonoridades tem como proposto promover encontros com artistas de nossa música. Em 2013, o festival chegou a terceira edição realizando encontros bem interessantes, como esse entre Céu, Kassin e SILVA. O resultado foi uma sequência de músicas dos três, dentre delas destacamos ‘Mais Cedo’.

Para quem gosta de música sem preconceitos.

O el Cabong tem foco na produção musical da Bahia e do Brasil e um olhar para o mundo, com matérias, entrevistas, notícias, videoclipes, cobertura de shows e festivais.

Veja as festas, shows, festivais e eventos de música que acontecem em Salvador, com artistas locais e de fora dos estilos mais diversos.

Leia Mais
clipes baianos
Clipes baianos mostram força do rap, rock e novidades