Os melhores álbuns brasileiros de 2021 pela crítica da Bahia

Jornalistas, radialistas e críticos baianos de vários veículos participaram mais uma vez da votação de melhores do ano do el Cabong. Foram 22 profissionais votando para escolha dos melhores álbuns brasileiros e baianos lançados em 2021. Primeiro revelamos os ganhadores entre os trabalhos nacionais. Tivemos 103 álbuns citados, do mais diversos gêneros, formatos e origens. Os primeiros lugares seguiram essa lógica. Não tivemos unanimidades, mas tendências que seguem algumas das listas de melhores realizadas por outras publicações.

Uma dessas tendências mostra que o mainstream e os meios de comunicação nacionais continuam muito distantes da produção musical mais significativa de nossos tempos. Pouco dos álbuns mais votados estão nas rádios, nas emissoras de TV ou mesmo entre os mais ouvidos nas plataformas de streaming, com honrosas exceções.

O vencedor, por exemplo, é um álbum bastante celebrado pela crítica e prêmios, presente em diversas listas de mais votados outras publicações, mas totalmente desprezado pelo universo musical mais popular. Nas outras posições, uma forte e justa presença da própria Bahia, além de trabalhos de Minas, Ceará, Pernambuco, Rio de Janeiro e São Paulo. A permanente ausência das produções fora do eixo Sudeste-Nordeste segue chamando atenção.

De qualquer forma são álbuns que se mostram como reflexo de um Brasil diverso, que vive entre a euforia e a melancolia, entre o pessimismo e a esperança. Bem mais próximos da realidade fakeada vendida pelos sucessos injetados pelo agronegócio e afins.

1º – 14 votos

Juçara Marçal – Delta Estácio Blues

Pouco antes de completar 60 anos, a cantora e compositora Juçara Marçal mostra, mais uma vez, por que é uma das grandes artistas da música brasileira atual. Nascida em Duque de Caxias (RJ), mas com trajetória em São Paulo, ela é um dos nomes à frente do Metá Metá e nesse segundo disco solo se cerca de parceiros e de convidados para ousar ainda mais. Delta Estácio Blues é música urbana cosmopolita, com muita eletrônica e referências dos terreiros ao trap, de maracatu a experimentações. O time de parceiros, compondo ou tocando, contribui na construção dessa musicalidade profunda e contundente, com uma linguagem por vezes torta. Kiko Dinucci e Thiago França, parceiros do Metá Metá, além de Siba, Tulipa Ruiz, Cadu Tenório, Fernando Catatau, Rodrigo Campos, Tantão E Os Fita, Rodrigo Ogi, Maria Beraldo, Negro Leo, Douglas Germano, entre tantos outros, são parte importante desse processo. Eles injetam piano, cuíca programações, fragmentos de vozes, ruídos cacofônicos, sopros e ideias na confabulação de Juçara. Mas ela não só interpreta, mas cria, produz e invoca com brilhantismo essa ressignificação tão a cara de um Brasil confuso, tenso e dilacerado que vivemos.

2º – 9 votos

BaianaSystem – OXEAXEEXU

Dos nomes mais relevantes da música brasileira atual, o grupo baiano demonstra mais uma vez não se contentar com a zona de conforto. As formas que levaram a banda ao sucesso podiam se tornar fórmulas padrão e repetitivas. O coletivo, no entanto, continua se cercando de parceiros de todo tipo para desbravar novos caminhos. Lançado em três atos, OxeAxeExu segue as ideias conceituais do grupo, agora em três partes. Parte de uma reconexão com a África, através do movimento Singeli music, da Tanzânia; segue num momento instrumental e introspectivo, com cordas, metais e madeiras, aliados a percussão, synths e beats; e chega na América, mais solar, flertando com ritmos e artistas latinos e com o Brasil de hoje, no som e no discurso.

Caetano Veloso – Meu Coco

Primeiro trabalho de inéditas em nove anos, o santa-amarense alinha passado e presente, trazendo conceitos antigos e debates sociopolíticos atuais num trabalho que aponta pra o Brasil musical de seus sonhos. Batidas eletrônicas e sintetizadores convivem com guitarras, percussões e orquestrações, resultando num álbum que dialoga com seus passeios estéticos dos últimos 20 anos. De batidas de funk ao violoncelo de Jaques Morelenbaum, Caetano segue promovendo seu eterno diálogo entre o velho e o novo, tentando apontar para o futuro.

3º – 8 votos

Jadsa – Olho de Vidro

Em seus trabalhos anteriores, a artista baiana já dava mostras de ousadia e criatividade. No seu primeiro álbum cheio, Jadsa consolida a proposta de sua música provocativa. Ela apresenta uma sonoridade que trafega sem pudor por vários ambientes, com um respaldo vanguardista, e mesmo assim com uma assinatura própria.

Marina Sena - De PrimeiraMarina Sena – De Primeira

Marina Sena mostra em sua estreia solo que é possível fazer um pop indie sem apelar para obviedade. Revelação do ano, ela conseguiu furar a bolha com boas letras sobre relacionamentos e instrumentais modernos. Seu canto anasalado funciona muito bem com sua mescla de pop, samba, MPB e ritmos tropicais.

4º – 7 votos

Don LDon L – Roteiro pra Aïnouz (Vol. 2)

Um dos principais nomes do rap nacional volta certeiro e potente. Na segunda parte de sua trilogia autobiográfica reversa, Don L alia modernos raps, traps e drills com MPB, funk, R&B e soul, enquanto conta a história brasileira através de uma guerrilha anticapitalista. 

FBC & VHOOR – Baile

Direto de Minas, o rapper FBC e o beatmaker VHOOR mergulham nas origens do funk carioca e trazem de volta o miami bass das décadas de 1980 e 1990. Através de três personagens, eles falam do cotidiano dos moradores dos subúrbios, das festas à violência.

5º – 6 votos

Amaro Freitas – Sankofa

Um dos grandes nomes da música instrumental brasileira da atualidade, o recifense comete mais uma obra irrepreensível, unindo jazz, frevo, baião e maracatu. 

Duda Beat – Te Amo Lá Fora

Principal nome do indie pop brasileiro, a cantora e compositora pernambucana amplia sua sonoridade, passeando por ritmos e abrindo novas possibilidades estéticas.

6º – 5 votos


Giovani Cidreira – Nebulosa Baby

Sempre surpreendente e intenso, Giovani junta as várias pontas de seus últimos trabalhos numa obra sensível que alia com a maior naturalidade indie, experimental, trap e MPB.

João Donato e Jards Macalé – Síntese do Lance

O encontro inédito entre dois gênios da música brasileira não poderia resultar em menos do que uma obra de alto nível passeando pelo rico universo dos dois artistas.

Liniker – Indigo Borboleta Anil

Em seu primeiro álbum solo, sem os Caramelows, a cantora e compositora abre o leque de referências, se cerca de convidados e passeia por samba, MPB, groove e blues.

Como votou cada um

Ana Paula Marques – @smpaulinha
(Revista Gambiarra)

  1. Alessandra Leão – Acesa
  2. Duda Beat – Te Amo Lá Fora
  3. Edgar – Ultraleve
  4. FBC & VHOOR – Baile
  5. Flora Matos – Flora de Controle
  6. Gaby Amarantos – Purakê
  7. Getúlio Abelha – Marmota
  8. Pabllo Vittar – Batidão Tropical
  9. Rico Dalasam – Dolores Dala Guardião do Alívio
  10. Zé Cafofinho – Mal-dito

Breno Bastos @brenobf
(Revista Fraude e el Cabong)

Nebulosa Baby (Giovani Cidreira)
Meu Coco (Caetano Veloso)
Um Gosto de Sol (Céu)
Drama (Rodrigo Amarante)
Síntese do Lance (João Donato e Jards Macalé)
Delta Estácio Blues (Juçara Marçal)
Lágrimas no Mar (Arnaldo Antunes e Vitor Araújo)
Roteiro pra Aïnouz (Vol. 2) [Don L]
Olho de Vidro (Jadsa)
OxeAxéExu (BaianaSystem)

Elsimar Pondé@elsimarponde
(Rádio Jovem Pan Feira – Programa Jornal da Manhã e Rádio Transbrasil – Programa Transnotícias)

Marina Sena – De Primeira
Juçara Marçal – Delta Estácio Blues
Caetano Veloso – Meu Coco
Tagore – Maya
Tuyo – Chegamos Sozinhos em Casa Vol.1
Jadsa – Olho de Vidro
Macaco Bong – Mondo Verbero
BaianaSystem – OXEAXEEXU
Africania – O Curador do Museu do Imaginário
Daniel da Quixabeira – Doismilivinte

Fabrício Brandão@fabri.brandao
(Revista Diversos Afins)

Céu – Um Gosto de Sol
João Donato e Jards Macalé – Síntese do Lance
Coruja Bc1 – Brasil Futurista
Juçara Marçal – Delta Estácio Blues
Rodrigo Amarante – Drama
Jadsa – Olho de Vidro
BaianaSystem – Oxeaxeexu
Caetano Veloso – Meu Coco
Gal Costa – Nenhuma Dor
Duda Brack – Caco de Vidro

Ferdinand Jr.
(Cena Rock)

Cavaleiros da Lua Negra – Contos Estranhos
Dona Iracema – Velório
Dorsal Atlântica – Pandemia
Talento Ego Kill – A Dança Entre Extremos*
eliminadorzinho – Rock Jr
Eminência – Ecos Sombrios
Marlargo – Brisa Nórdica (EP)
Supercombo – Supercombo (EP)
Wry – Reviver
Zander – Em Carne Viva

Gabriel Soares

FBC – Baile
Flora Matos – Flora de Controle
Criolo & Tropkillaz – Cleane
Costa Gold – O Pai Tá On (feat. Papatinho, MC Caverinha, L7NNON)
Marina Sena – De Primeira
Juçara Marçal – Delta Estácio Blues
Juliana Linhares – Nordeste Ficção
Nego Bala – Da Boca do Lixo
Alessandra Leão – Acesa
Sidoka – Shh

Gilmar Dantas@gilmardantas
(Programa Segundo Take – UESB FM)

1 – Caetano Veloso – Meu coco
2 – Djonga – Nu
3 – FBC e VHOOR – BAILE
4 – Getúlio Abelha – Marmota
5 – Juçara Marçal – Delta Estácio Blues
6 – Marina Sena – De Primeira
7 – Marisa Monte – Portas
8 – Pabllo Vittar – Batidão Tropical
9 – Tagore e Pupillo – Maya
10 – Zander – Em carne viva

Juliana Dias@julianadias
(Educadora FM 107.5)

Juçara Marçal – Delta Estácio Blues
Lazzo Matumbi – Ajo
BaianaSystem – OXEAXEEXU
Liniker – Indigo Borboleta Anil
Africania- O Curador do Museu do Imaginário
RicoDalasam – Dolores Dala Guardião do Alívio
Jonathan Ferr – Cura
Kaê Guajajara – Kwarahy Tazyr
Djonga – Nu
Don L – Roteiro Pra Aïnouz (Vol. 2)

Julli Rodrigues@diletantejulli
(Diletante Julli e blog Ouvindo Coisas)

TAXIDERMIA – OUTRO VOLUME
Getúlio Abelha – Marmota
GIO aka Giovani Cidreira – Nebulosa Baby
Os Amantes – Os Amantes
Juçara Marçal – Delta Estácio Blues
Jotaerre – Tempestade
Jadsa – Olho de Vidro
A Espetacular Charanga do França – The Importance of Being Espetacular
Alice Caymmi – Imaculada

Lara Teixeira@larateixeiraa
(Tenho Mais Discos)

1- FBC e VHOOR – Baile
2- Don L – Roteiro Pra Aïnouz (Vol. 2)
3- Coruja BC1 – Brasil Futurista
4- Juçara Marçal – Delta Estácio Blues –
5- Juliana Linhares – Nordeste Ficção
6- Marina Sena – De Primeira
7- Caetano Veloso – Meu Coco
8- Duda Beat – Te amo Lá Fora
9- Liniker – Indigo Borboleta Anil
10- Pabllo Vittar – Batidão Tropical

Leonardo Cima@lcimagor
(Soterorock)

Amaro Freitas – Sankofa
The Baggios – Tupã Rã
Boogarins – Manchaca, vol.2
BaianaSystem – Oxeaxeexu
Caetano Veloso – Meu Coco
Duda Beat – Te Amo Lá Fora
Maria Bethânia – Noturno
Marisa Monte – Portas
Macaco Bong – Mondo Verbero
Marina Sena – De Primeira

Leonardo Leão@leonardoleao.lionman
(Cenas do Subsolo)

Augustus – Deus-Verme
The Baggios – Tupã-Rá
Crypta – Echoes of the Soul
Dona Iracema – Velório
HellLight – Until the Silence Embraces
Impavid Colossus – Prologue
Papangu – Holoceno
Paradise In Flames – Act On
Putz – Putz
Sons de Mercúrio – O Eu Chamado e Outras Jornadas

Leto Vieira@letovieiraoficial
(Educadora FM 107.5)

1 – Biquíni Cavadão (Através dos Tempos)
2 – Duda Beat (Te amo lá fora)
3 – Edgard (Ultraleve)
4 – Francisco O Homem (Casa Francisco)
5 – Jonathan Ferr (Cura)
6 – Maria Bethânia (Noturno)
7 – Natiruts (Good Vibration)
8 – Thiago El Niño (Correnteza)
9 – Paisagens Latinas (Sexteto Sucupira) – instrumental
10 – Vanguart (Intervenção Lunar)

Luciano Matos
(el Cabong/ Radioca)

Amaro Freitas – Sankofa
Antônio Neves – A Pegada Agora É Essa
BaianaSystem – OxeAxéExu
Don L – Roteiro pra Aïnouz (Vol. 2)
Giovani Cidreira – Nebulosa Baby
Jadsa – Olho de Vidro
Juçara Marçal – Delta Estácio Blues
Marina Sena – De Primeira
OQuadro – Preto Sem Açúcar
Tagore – Maya

Marcelo Argôlo@marcelopargolo
(Podcast Pop Negro BA/ Colunista do iBahia/ Mix Me)

Amaro Freitas – Sankofa
Djonga – Nu
Giovani Cidreira – Nebulosa Baby
Juçara Marçal – Delta Estácio Blues
Juliana Linhares – Nordeste Ficção
Liniker – Indigo Borboleta Anil
Linn da Quebrada – Trava Línguas
Marina Sena – De Primeira
Mateus Aleluia – Afrocanto das Nações 1
Rico Dalasam – Dolores Dala Guardião do Alívio

Nelson Oliveira@nelsonoliveira
(Scream & Yell)

  1. Don L – Roteiro pra Aïnouz, Vol. 2
  2. Juçara Marçal – Delta Estácio Blues
  3. BaianaSystem – OXEAXEEXU
  4. Juliana Linhares – Nordeste Ficção
  5. Amaro Freitas – Sankofa
  6. LEALL – Esculpido a Machado
  7. Pedro Sá – Um
  8. Índio da Cuíca – Malandro 5 Estrelas
  9. Domenico Lancellotti – Raio
  10. FBC & VHOOR – Baile

Paula Carvalho@paulacnc
(Revista Bravo)

Guinga – Zaboio
Don L – Roteiro pra Ainouz 2
Juçara Marçal – Delta Estácio Blues
João Gomes – Eu Tenho a Senha
Marília Mendonça, Maiara e Maraisa – Patroas 35%
Mariá Portugal – Erosão
Tasha & Tracie – Diretoria
Mestre Luiz Paixão – Forró de Rabeca
Caetano Veloso – Meu Coco
João Donato e Fards Macalé – Síntese do Lance

Pérola Mathias@poroaberto
(Poro Aberto/ Revista Resenhas Miúdas/ Revista A Palavra Solta)

  1. Marina Sena – De Primeira
  2. Antônio Neves – A pegada agora é essa
  3. Os Amantes – Os Amantes
  4. Jards Macalé e João Donato – Síntese do Lance
  5. FBC e VHOOR – Baile
  6. Don L – Roteiro para Aïnouz 2
  7. Jorge du Peixe – Baião Granfino
  8. Bebé – Bebé
  9. Juçara Marçal – Delta Estácio Blues
  10. Índio da Cuíca – Malandro 5 estrelas

Rafael Flores@rafaeh_
(Revista Gambiarra)

Duda Beat – Te amo lá fora
Pablo Vittar – Batidão TropicalCoruja BC1 – Brasil Futurista
Jards Macalé e João Donato – Síntese do lance
FBC e Vhoor – Baile
Linn Da Quebrada – Trava línguasMateus Aleluia – Afrocanto das nações
Jussara Marçal – Delta Estácio Blues
Caetano Veloso – Meu Coco
Liniker – Indigo Borboleta Anil

Ramon Prates@ramonprates
(Bahia Rock)

Asa – Instintos
BaianaSystem – OXEAXEEXU
Bluebell – Música Solar Para Tempos Sombrios
DUDA BEAT – Te Amo Lá Fora
Jadsa – Olho de Vidro
Roberta Campos – O Amor Liberta
Ronei Jorge – Irmã
Supercombo – Supercombo
The Courettes – Back In Mono
wander wildner – Coração Selvagem

Renato Cordeiro@renatoscordeiro
(Programa MulticulturaRádio Educadora FM)

Amaro Freitas – Sankofa
Lucas Vasconcellos – Teoria da Terra Plena
Dom La Nena – Tempo
Juliano Holanda – Por Onde As Casas Andam Em Silêncio
Giovani Cidreira – Nebulosa Baby
Sophia Chablau & Uma Enorme Perda de Tempo – Sophia Chablau e uma Enorme Perda de Tempo
Emicida – AmarElo (Ao Vivo)
Márcia Castro – Axé
Jadsa – Olho de Vidro
Raul de Souza – Plenitude

Roberto Midlej@rhmidlej
(Jornal Correio*)

Paulinho Boca de Cantor – Além da Boca
Caetano – Meu Coco
Céu – Um Gosto de Sol
Marisa Monte – Portas
Rico Dalasam – Dolores Dala
Jadsa – Olho de Vidro
Amaro Freitas – Sankofa
Liniker – Indigo Borboleta Anil
Juçara Marçal – Delta Estácio Blues
BaianaSystem – Oxeaxeexu

Para quem gosta de música sem preconceitos.

O el Cabong tem foco na produção musical da Bahia e do Brasil e um olhar para o mundo, com matérias, entrevistas, notícias, videoclipes, cobertura de shows e festivais.

Veja as festas, shows, festivais e eventos de música que acontecem em Salvador, com artistas locais e de fora dos estilos mais diversos.

Leia Mais
álbuns brasileiros 2020
Os melhores álbuns brasileiros de 2020 pela crítica baiana