Novas

Turnê cancelada
A Turnê MTV Banda Antes, que seria realizada em Salvador no próximo sábado foi cancelada. A programação de Conquista, no entanto, está confirmada. Para compensar, no dia 23 de setembro, no Circo Bolshoi, tem Nação Zumbi e Mombojó, na festa de lançamento da banda O Círculo, formada da dissidência da Scambo.

Trama e Bahia
O grupo baiano Pessoas Invisíveis foi o vencedor do Festival de Bandas Trama Universitário, que escolheu entre nomes do Norte e Nordeste um representante para abrir as festas do TU e participar de uma coletânea. A Bahia também é alvo de outro braço da gravadora. O programa Trama Virtual – exibido aos domingos, 18h, no canal fechado Multishow – dá destaque nos próximos dois programas a música independente na Bahia dentro da seção “Visitando a Cena”. Neste domingo, dia 23, o foco é o trabalho da Eletrocooperativa. No outro domingo, dia 30, o destaque é o cenário rock baiano, entrevistas e imagens do programa de rádio/ podcast Rock loco, e as bandas Sangria, Berlinda e Los Canos.

  1. sabe porque o show dos faichecleres foi cancelado?
    tava numa expectativa danada…
    o estranho é que no orkut eles continuam divulgando esse show, esse cancelamento procede mesmo?
    abração, parabéns pelo blog, sou leitor assíduo!

  2. Caro José, o problema foi com produtores. Apesar de termos público na cidade, termos até espaço que caberiam um show desse quilate, os produtores que incialmente toparam fazer acabaram desistindo. Um outro produtor ainda tentou viabilizar, mas não havai tempo. A solução para ver os shows é encarar a estrada, ao norte, em Aracaju, ou ao sul em Coqnuista. Brigado pela assiduidade, continue nos visitando. abraço

  3. luciano, problemas com produtores eh simplificaçao. os produtores iam botar grana do bolso para ter um provavel preju, ou seja pagar para trabalhar.o publico de salvador para o rock alternativo ainda eh uma incognita, na maioria das vezes se tem prejuizo, e so quem bota na reta eh que sabe. nos moldes em estava proposto este “banda antes”, o certo foi pular fora.neste caso os produtores tiveram juizo e naum prejuizo.

  4. Mas velho, sei que não era a melhor forma a proposta por eles, mas temos um problema aqui. Em Natal, já soube que o evento foi um sucesso, com casa lotada. E eles tiveram que negociar com as mesmas pessoas, assim como todas as outras cidades. Isso que não entendo. Gilmar de Conquista eu não sei se vai ter preju, mas tá organizando o evento lá há alguns meses, se dedicou a isso, ta correndo atras e viabilizou a realização. Pode ser que não tenha público lá, como aqu ieu sei que tem. Por isso minha crítica aos produtores, que não é a um nome, nem ninguém específico, mas a mentalidade que nossos produtores ligados ao rock mantém. Saca? Temos que mudar isso, se organziar, planejar, trabalhar com um projeto bem feito debaixo do braço e correr atrás.

  5. velho, acredite antes de tudo em otavio mangabeira, aquele que disse “pense em um absurdo…”, alguns (poucos, mas existem) produtores daqui se organizaram, fazem projetos, correm atras mas as dificuldades sao bem mais complexas do que seu comentario faz crer( ou pelo menos da forma que eu entendi).nao estou dizendo que eh impossivel se fazer as coisas aqui em salvador, mas diante de barreiras ( nossas e alheias, uma longa conversa) a verdade eh que em Salvador o esforço necessario para viabilizar produçoes de musica alternativa exige um esforço maior que em Natal, Joao Pessoa,e Cuiaba! Tem uma discussao eterna no rock loco sobre isso entre eu e mario jorge.na proxima vc deveria ir.so naum pense que a coisa eh simples.naum eh.

  6. Velho, eu sei que a coisa não é simples e que o drama não envolve só o rock. Mas velho, quando eu paro para analisar o maior incentivo financeiro para a área cultural do país e vejo que poucos produtores baianos fizeram um projeto digno e inscreveram, meu pensamento só ganah força. Tô falando do Prêmio Petrobras, qu etá seguindo a ta política de regionalizar os patrocínios, mas não mud amuito porque a imensa maiores dos projetos saem de São Paulo e Rio. O mesm projeto que aprovou Lucas Santana e Rebeca Matta ano passaod, que permitiu que eles tocassme seus novos discos. De Pernambuco pelo menos 5 artistas foram aprovados esse ano, inclusive o Devotos, que faz roco tosco e sujo. Entede?

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Para quem gosta de música sem preconceitos.

O el Cabong tem foco na produção musical da Bahia e do Brasil e um olhar para o mundo, com matérias, entrevistas, notícias, videoclipes, cobertura de shows e festivais.

Veja as festas, shows, festivais e eventos de música que acontecem em Salvador, com artistas locais e de fora dos estilos mais diversos.

Leia Mais
Banda baiana Sanitário Sexy sai em turnê por Argentina, Uruguai e Chile