Mostra premia quem levou mais público

Rap surpreende e bota bandas de rock no bolso

Uma agradável surpresa marcou a final da IV Mostra Baiana de Vídeo Clipe. Ao contrário das previsões, o grande vencedor foi o clipe de “Favela é desse jeito”, do grupo de rap Realidade Sangrenta e UsIlva, com direção de Marcio Snow, Usilva e Danilo Umbelino, que receberam uma premiação de R$ 3,5 mil. O resultado foi divulgado ontem em meio a uma concorrida festa que homenageou o rock baiano, com vários artistas fazendo versões de clássicos do gênero no estado. O vencedor recebeu a maioria dos votos da Mostra, enquanto o clipe “Vem”, da banda Margot dirigido por Sarti Werthen foi o primeiro lugar na menção honrosa do júri.

O clipe premiado “Favela é desse jeito” é simples, quase cru, com uma linguagem bem próxima da realidade social no qual está inserido o grupo, o rap e a própria música. Um prêmio que se não chama atenção pelo rigor técnico e pela produção mais caprichada, se destaca pela sinceridade e por mostrar uma realidade pouco vista em TVs, cinema ou meios de comunicação em geral. Taí uma função que um vídeo-clipe pode realizar. Valeu quem soube aproveitar a indicação, aglutinar pessoas e levar para prestigiar o trabalho e votar. A cena de rap de Salvador mostrou a cara e se destacou com vários trabalhos e bons trabalhos, apesar de desconhecidos da maioria. As bandas de rock, que tinha grande parte dos indicados e selecionados, acabaram ficando de mãos abanando.

Salas vazias
O público foi na verdade o destaque negativo da Mostra. Bem abaixo do esperado nas exibições na Sala Walter da Silveira. Na verdade decepcionante, talvez por todos já poderem ser vistos há tempos no YouTube, a Mostra perdeu um de seus aspectos mais interessantes, a participação com gritos, vaias, palmas sempre visto nos anos anteriores. Para o bem e para o mal era o que dava um charme ao evento e foi frustrante ver as salas vazias. Triste ver que nem as próprias bandas indicadas mobilizaram seus fãs para prestigiarem os clipes.

Por outro lado, o evento mostrou que vivemos um bom momento na produção de vídeo clipes. Ao lado de produções risíveis de tão ruins, boas idéias e produções caprichadas. Destaque para a dedicação e os bons trabalhos da dupla Renato Gaiarsa e Rodrigo Luna, com sete clipes inscritos e quatro indicados, e de Ricardo Spencer, emplacando três clipes. O bom nível de boa parte dos trabalhos apresentados cria expectativa para as próximas edições A menção negativa obrigatória vai para o clipe da banda Mensageiros do Vento que parece ter saído do Capão para fazer discursos hippies vazios e uma cover horrorosa de “Coração de Estudante” e para o golpe de um rapaz que filmou a passagem do trio do Chiclete com Banana pela porta de sua casa, inserir imagens da baianidade nagô e inscreveu como um clipe, sem nem a banda ter conhecimento. Cena inúteis.

Premiados
Voto Popular

1º Lugar – Realidade Sangrenta – Favela é Desse Jeito – (dir. Márcio Snow, Marcelo Silva e Danilo Umbelino)

2º Lugar – O Círculo – A Janela – (dir. Rafael Jardim)

3º Lugar – Lumpen – O Processo – (dir. Felipe FranKa)


Menções honrosas júri:


1º Lugar – Margot – Vem – (dir. Sarti Werthen)

2º Lugar – Umkonto – Umkonto – Carapuça – (dir. Jonga Oliveira)

3º Lugar – Cascadura – Mesmo Eu Estando do Outro Lado – (dir. Luís Guilherme Campos e Zeca de Souza)

  1. rpz, vergonha!
    desculpem, mas o clipe vencedor pode mostrar uma nova realidade e tal, mas ele nao tem qualidade e nao deveria sequer ter sido selecionado para a mostra competitiva. é ruim, tosco, mal editado, e ocupou o espaço de artistas com clipes melhores como vinil 69 (esse eu realmente nao entendi pq nao foi selecionado), automata, mirabolix, pessoas invisiveis, vivendo do ócio. e o clipe de rebeca matta? pqp. nao entendi pq selecionaram! parece q foi apenas pela carreira dela ou por ter apoio ($$$) da petrobras.
    e o publico baiano é muito bunda mole, porém a organização do evento deixou muito a desejar….

  2. Bom, eu fui lá depois de meu trampo e já tinha acabado de acabar os clips…um amigo q foi ver o clip dos Honkers e outros disse que não sabia o que era o programa 1 ou o 2, que não conseguiu entender e que a hora que era pra passar o 1 passou o 2 e vice-versa…
    No sábado eu não pude ir…e na sexta eu não te vi por lá Luciano…
    Acho que as bandas convidaram seus amigos e fãs pra ir até lá, pelo menos os Honkers e outras bandas falaram no fotolog…mas não sabia a ordem da exibição…aliás eu nem sabia que ia passar na sala Alexandre Robatto, achei que todos os clipes iam passar na Walter…
    Fico feliz que a mostra tenha voltado, espero que os organizadores possam fazer melhor ano que vem, afinal aprendemos com os erros…talvez tenham ficado com muita coisa na cabeça e não saiu como eles queriam…
    Vamos fazer as críticas para poder melhorar e que não fique mais 4 anos sem a mostra…
    e talvez a falta de público mostre que as pessoas não saem de casa para outros lugares da cidade…e fiquem presa ao rio vermelho e adjacências…
    Muitos da cena rock tiram onda de cult e tal…e nem sacam a sala Walter ou Alexandre…que só o nome já trazem 2 pessoas importantes para a história do cinema baiano…acho que a mostra passou no lugar certo, só as pessoas q não notaram…

    fica aí uma crítica construtiva para o próximo ano…
    poderia ter um sorteio e colocar o horário de exibição ou a ordem de exibição de cada clipe…pelo menos se tentaram fazer isso não aconteceu, foi o que o bróder que ficou na robatto pra ver os clipes disse, eu infelizmente quando cheguei não tinha mais clipes passando, mas no papel dizia que ia…só ia passar de novo às 21 foi o q a organização me disse, nem tinha no papel isso, mas a essa hora eu já tava cansado demais e tinha ido pra casa…

    que no ano que vem a mostra fique melhor…

  3. Nestor, o clipe não ganhou porque mostra uma realidade diferente e talz…mais se você não percebeu eles ganharam no “Voto Popular”, ou seja, a rapa desceu em peso pra votar nos caras, se você quisesse que alguma das bandas que citou ganhasse fizesse uma convocação em massa para votação.
    O clipe não é tão ruim assim, é simplório, mais já vi piores. E realmente ficou faltando alguns clipes legais, em minha opinião. Exemplos: Hoje você morre (“Mensagem de despedida”) e Vivendo do ócio e o da A Sangue Frio, são bem legais, ao meu gosto.
    Agora se você perceber mais uma vez o Jurí, especializado votou na Margot, que realmente é um excelente clip e tem uma qualidade visual muito boa, além de um roteiro legal, eu não votei nele, mas é óbvio que senti a superior qualidade dele em relação aos demais. Não entendi mesmo como o Jurí conseguiu por em 2º lugar o video da Umkonto e deixar o excelente video da Cascadura em 3º, será que o nome do diretor pesou?

    Sobre o que Bubute falou, eu e minha namorada também pensamos que iria rolar os videos todos em uma sala só, tipo, rolaria os concorrentes e após os videos das outras bandas, ela queria ver o da Vivendo do ócio e tudo, só que daí acabou nos videos que estavam concorrendo mesmo.

    No mais, eu gostei sim da amostra sou víciado em clipes e espero que não fique muito tempo sem ter outra, ainda mais agora que está mais “fácil” em se produzir um clipe e as coisas boas estão surgindo.

    Sobre as salas vazias, era de se esperar. Até no Anima mundi foi assim.

  4. eduardo, eu acho q o clipe nao deveria sequer ser selecionado para a mostra competitiva, pq é ruim.
    quanto ao voto popular, enfim, o rock deu mole…

  5. Não achei a qualidade do clipe tão ruim assim, simplório porém dizer quem nem deveria ser selecionado é demais.
    O Roque deu mole?Não meu caro, os meninos de Rio Vermelho que só dão mole, não conseguem enxergar nada além daquele mundinho. Adorei!

  6. Eduardo, vc foi la na Mostra? pq se vc foi, acho q vc viu pelo menos 20 clipes que ficaram de fora melhores que esse. por isso que afirmo que eles nao deveriam ter sido selecionados para a mostra competitiva!

  7. Se eu estou comentando é porque fui, não seria imbecil o suficiente para comentar sem ter visto, se você atentar para o que escrevi disse que o clipe não era tão ruim assim, o que não significa que não tiveram melhores, porém a votação não era por meio de juri especializado e sim pelo clamor popular, quem tivesse realmente o interesse em levar a grana que fizesse como os caras fizeram, chamou todos os amigos.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Para quem gosta de música sem preconceitos.

O el Cabong tem foco na produção musical da Bahia e do Brasil e um olhar para o mundo, com matérias, entrevistas, notícias, videoclipes, cobertura de shows e festivais.

Veja as festas, shows, festivais e eventos de música que acontecem em Salvador, com artistas locais e de fora dos estilos mais diversos.

Leia Mais
Discos: Djunks e Narguilé Hidromecânico