Coquetel Molotov confirma nomes e pode ter duas edições em 2015

Como havíamos adiantado em dezembro, o festival Coquetel Molotov volta a Salvador em 2015 depois de quatro anos sem acontecer. A novidade é que não apenas uma, mas duas edições podem ser realizadas este ano na capital baiana. A primeira, programada para acontecer entre 2 e 6 de junho, está confirmada e já tem parte dos artistas definidos, incluindo a banda sensação dos últimos dois anos no Brasil, Boogarins, o paulista Thiago Pethit, o capixaba SILVA e a banda baiana Os Jonsóns. A segunda deve ser realizada em outubro, junto a edição nacional do evento, mas ainda está em negociação.

Além dos shows, que estão programados para acontecer no Solar Boa Vista, o festival integra em sua programação debates, palestras e uma mostra de cinema. Nas mesas, que são fruto de uma parceria com a Semana Internacional de Música de São Paulo (SIM São Paulo), estão previstos importantes nomes do mercado da música nacional para falar e discutir o cenário musical no país. O evento terá também a reedição da festa Nave, que aconteceu em Salvador entre 2005 e 2010 e volta para comemorar seus dez anos com os mesmos DJs e produtores.

Sem o peso de atrações internacionais, como nas edições anteriores, o Coquetel volta inicialmente mais simples. O pensamento dos produtores é que, como o festival está retornando agora para a cidade, ele deve seguir um curso natural, recomeçando um pouco menor e se fortalecendo. “A forma como o festival está voltando para Salvador é mais coerente e saudável tanto pro evento quanto pra cidade, dando possibilidade de crescer aos poucos e se estabelecer. Muito parecido como começou no Recife”, diz Ana Garcia, idealizadora e produtora do evento.

Segundo ela, como o festival fechou dois anos de patrocínio com a Skol Music e não conseguiu realizar a edição de Salvador em 2014, a programação foi adiada para o começo deste ano. “Estamos trabalhando para que tenhamos outra edição em outubro para tentar dividir artistas que estão confirmados para a etapa de Recife”, diz ela.

Entre os nomes confirmados, sem dúvida a grande atração é a banda goiana Boogarins. Inédito em Salvador, o show é o mesmo que circulou pela Europa, inclusive em importantes festivais, e tornou a banda um dos grandes nomes da neo-psicodelia mundial. Também pela primeira vez em Salvador, o cantor e compositor Thiago Pethit vem apresentar seu disco “Rock’n’roll Sugar Darling”. Já o capixaba SILVA volta à cidade para apresentar seu segundo disco, “Vista pro Mar”. Os outros nomes da programação devem ser divulgados nas próximas semanas.

O Coquetel Molotov surgiu em Recife em 2004, como uma opção mais indie aos aclamados festivais Abril Pro Rock e Rec Beat. Em 2010 e 2011, promoveu suas versões baianas, trazendo para Salvador raroas e inéditos artistas internacionais, como Dinosaur Jr. (EUA), Soko (FRA), Guillemots (UK), Health (EUA), além de artistas nacionais como Cidadão Instigado (CE/SP), Céu (SP), Tom Zé (BA), Mombojó (PE) e Mundo Livre S/A (PE).

Para quem gosta de música sem preconceitos.

O el Cabong tem foco na produção musical da Bahia e do Brasil e um olhar para o mundo, com matérias, entrevistas, notícias, videoclipes, cobertura de shows e festivais.

Veja as festas, shows, festivais e eventos de música que acontecem em Salvador, com artistas locais e de fora dos estilos mais diversos.

Leia Mais
Depois de adiamentos, Primavera Sound divulga atrações para 2021