Festivais em Salvador e interior: o que vem por aí

Festivais de vários tipos e tamanhos estão programados para acontecer em Salvador e interior baiano até o fim do ano.

O segundo semestre costuma concentrar boa parte dos principais eventos de música no estado, em especial os festivais. Em Salvador estão confirmados alguns deles, além de outros que em breve serão divulgados. É no interior do estado, no entanto, que acontecem os principais: festivais de inverno de Conquista e Igatu, Festival de Jazz do Capão, Festival Suíça Bahiana, em Conquista, além dos festivais de Lençóis e da Primavera de Morro de São Paulo. Todos eles já com as datas marcadas e alguns com as programações confirmadas. Dois outros festivais, o Feira Noise, em Feira de Santana, e o Umbuzada Sonora, em Juazeiro, estão na pendência, já que aguardam a liberação de verbas da Secretaria de Cultura do Estado. Veja o que vem por ai nos próximos meses e se programe.

ROCK CONCHA

Bahia Cafe Hall – Salvador
22 a 24 de agosto

Já tradicional, o festival este ano muda de casa, deixa a Concha em reformas e vai para o Bahia Café Hall na Paralela. Depois de uma edição menos roqueira em 2013, o evento este ano aposta no rock mais adolescente e ultrapassado de nomes como Detonautas e CPM 22. Metade das atrações do ano passado , no entanto estão de volta, o Raimundos, agora com disco novo e ganhando novamente ares de grande banda, o Teatro Mágico e a baiana Scambo. Dois dos grandes nomes atual do rock feito por baianos também têm presença garantida, Pitty, também com um novo disco, e a banda Vivendo do Ócio. Completam a programação a banda carioca Scracho e a baiana Cantos dos Malditos, que aos poucos volta à ativa. O festival, que chega a sua quinta edição, terceira nos anos 2010, continua acontecendo em três datas, mas agora ganha uma atração a mais por dia.

rock concha Festivais Salvador interiorDia 22.08 – Sexta-feira
· Teatro Mágico
· Scambo
· Scracho

Dia 23.08 – Sábado
· Raimundos
· Vivendo do Ócio
· Detonautas

Dia 24.08 – Domingo
· Pitty
· Canto dos Malditos na Terra do Nunca
· CPM 22

FESTIVAL DE INVERNO DE IGATU

Igatu – Andaraí
28 a 31 de agosto

Depois de anos sem acontecer, o Festival de Inverno de Igatu voltou no ano passado aparentemente para se estabelecer como opção musical na Chapada Diamantina. Realizado em um dos lugares mais interessantes da região, a pequena vila de Xique-Xique de Igatu, no município de Andaraí, o festival reúne artistas locais com destaques da música baiana e brasileira. Se ano passado os destaques foram Guilherme Arantes e Flávio Venturini, as apostas em 2014 são em Xangai, Mariene de Castro e Vander Lee, com destaque também ara o veterano Nelson Rufino na primeira noite. O festival faz uma mescla de variações da música brasileira, com samba, MPB, cantoria e música pop. O festival acontece sempre gratuitamente na principal praça da vila.

festival Igatu Festivais Salvador interiorDia 28.08 – Quinta-feira
· Nelson Rufino · Filarmônica Lyra 28 de Abril
· Coral da Escola Ilza Guedes Silva
· artistas locais

Dia 29.08 – Sexta-feira
· Viola de Arame
· Mariene de Castro
· Danny Nascimento

Dia 30.08 – Sábado
· Xangai
· Vander Lee
· Alex Cohen

FESTIVAL DE INVERNO DA BAHIA

Vitória da Conquista – Parque de Exposições Teopompo de Almeida
29 a 31 de agosto

Organizado pela Rede Bahia, a mesma que promove o Festival de Verão, o evento vem ganhando contornos interessantes, mesmo sempre com nomes mais ligados ao mundo efêmero do entretenimento. O mérito aqui, especialmente este ano, é não apostar em nomes da Axé Music e abrir espaço para nomes relevantes do pop, rock e mpb. Mesmo sem apostas em novidades e uma programação meio óbvia, é um festival que se salva por reunir alguns nomes de peso e relevância da música nacional. Se em anos anteriores passaram por lá nomes como Pitty, Nando Reis, Titãs, Jorge Benjor, Marcelo D2 e Mallu Magalhães, em 2014, os destaques são Ira, Gilberto Gil, Skank, Vanessa da Mata e Paralamas do Sucesso, que se juntam a nomes menos relevantes. Há ainda uma tenda eletrônica com DJs e um palco secundário com predominância de bandas de rock locais, entre elas as boas Ladrões de Vinil e Dona Iracema. festivalconquista

Dia 29.08 – Sexta-feira
· Skank
· Ira
· Gilberto Gil
Palco do rock
· Ladrões de Vinil
· Banda Rubra

Dia 30.08 – Sábado
· Vanessa da Mata
· CPM22
· Natirus
Palco do rock
· Dona Iracema
· Excalibur Rock Band

Dia 31.08 – Domingo
· Paralamas do Sucesso
· Capital Inicial
· Luan Santana
Palco do rock
· Termobox
· The Cadillacs

FESTIVAL DE JAZZ DO CAPÃO

Capão – Palmeiras
19 e 20 de setembro

Outro festival realizado num pequeno paraíso da Chapada Diamantina, desta vez no pequeno povoado de Caete-Açú, mais conhecido como Capão. Realizado desde 2010, com interrupção em 2012, o Festival de Jazz, como o nome já diz, tem foco no jazz, mas mantém um diálogo com vertentes afins, dando espaço para música instrumental diversa, por exemplo. Por lá já passaram em anos anteriores nomes como Hermeto Paschoal, Ivan Lins, João Bosco, Naná Vasconcelos, Toninho Horta, entre outros. Este ano, os destaques são o cantor e violonista Dori Caymmi, filho de Dorival, o importante trombonista Raul de Souza, além do cantor e compositor baiano Tiganá Santana e do projeto do percussionista Gabi Guedes. O festival também acontece sempre gratuitamente na principal praça da vila. festivalcapao

Dia 19.09 – Sexta-feira
· Mostra Capão
· Tiganá Santana
· Raul de Souza

Dia 20.09 – Sábado
· Ricardo Herz Trio
· Gabi Guedes
· Dori Caymmi

FESTIVAL SUÍÇA BAHIANA

Vitória da Conquista
26 a 30 de novembro

Chegando a sua quarta edição, o festival Suíça Bahiana ainda não divulgou a programação completa, mas soltou alguns nomes, entre eles Dead Fish, Móveis Coloniais de Acaju, os argentinos da Las Taradas e os cariocas do Scracho. A surpresa está nos outros dois nomes: Manuela Rodrigues e A.Ma.SSa.. Ambos de Salvador, mostra uma aposta numa diversificação ainda maior do festival. Scambo  e um show inédito do grupo OQuadro com Bnegão também estão confirmados. Em off o el Cabong já teve acesso a boa parte do restante da programação, que só será divulgada no fim do mês, e mais uma vez o festival se consolida como o mais interessante do estado, apostando no que de melhor existe na música brasileira atual. Este ano o festival será mais descentralizado, com 28 atrações espalhados por cinco dias de shows, os dois primeiros com duas atrações cada no no Café Society (26 de novembro) e no Viela Sebo-Café (27 de novembro). O ápice do festival será no Clube D’Waller (de 28 a 30 de novembro), com oito atrações por dia. Pelo palco do festival já passaram alguns dos nomes mais importantes da nova geração da música brasileira e do rock nacional, incluindo Emicida, Marcelo Jeneci, Ratos de Porão, Cachorro Grande, Anelis Assumpção, Vivendo do Ócio, Bárbara Eugênia, Cascadura, entre outros.

suiça baiana Festivais Salvador interiorDia 26.11 – Quarta-feira
· 
Ayam Ubrais Barco
Benjamin
Larissa Luz + Bnegão

Dia 27.11 – Quinta-feira

Dost
Manzuá

Dia 28.11 – Sexta-feira
· Marcelo Jeneci
· Scambo
· Manuela Rodrigues
· Las Taradas (Argentina)
A Carta
Tom Lemos

Dia 29.11 – Sábado
· Bonde do Rebento
· OQuadro + Bnegão
· A.MA.SSA
Canastra
· Scracho (RJ)
El Efecto
Aeromoças e Tenistas Russas
Julio Caldas
Bonde do Rebento
Caim
Orquestra Reggae Sinfônica

Dia 30.11 – Domingo
· Dead Fish
· Móveis Coloniais de Acaju (DF)
· Headhunter D.C.
Canto dos Malditos na Terra do Nunca
Far From Alaska (RN)
· Vendo 147
Dona Iracema
Oldskull

FESTIVAL DE LENÇÓIS

Lençóis
09 a 11 de outubro

· Zizi Possi
· Jorge Vercílio

FESTIVAL DA PRIMAVERA DE MORRO DE SÃO PAULO

Morro de São Paulo
13 a 15 de novembro

ZONA MUNDI

Salvador
14 e 15 de novembro

UMBUZADA SONORA

Juazeiro
26 a 30 de novembro

FEIRA NOISE

Feira de Santana
26 a 30 de novembro

Para quem gosta de música sem preconceitos.

O el Cabong tem foco na produção musical da Bahia e do Brasil e um olhar para o mundo, com matérias, entrevistas, notícias, videoclipes, cobertura de shows e festivais.

Veja as festas, shows, festivais e eventos de música que acontecem em Salvador, com artistas locais e de fora dos estilos mais diversos.

Leia Mais
DoSol
DoSol mostra como um festival pode fazer toda diferença