elcabong_melhores09_azul

O público do el Cabong e do Radioca votaram pela internet e escolheram os melhores discos baianos e brasileiros de 2009. Um ano muito bom com discos especiais e marcantes. A votação não surpreendeu muito nas primeiras colocações, mas nas posições seguintes apareceram algumas surpresas. Lembrando que essa escolha é do público e não é exatamente a desse site, mas damos nossa opinião sobre os escolhidos. A nossa lista dos melhores discos de 2019 vamos revelar em seguida.

Veja notícias do mundo da música

Confira o que o púbico escolheu:

Melhores Discos Baianos de 2009

1“Frascos Comprimidos Compressas”Ronei Jorge & Os Ladrões de Bicicleta

RoneiJorgeeosLadroesdeBicicleta-FrascosComprimidosCompressas-2009_musicasocial

Nesse segundo disco, Ronei Jorge mostrou que a sua capacidade de criar lindas e marcantes composições não havia sido apenas um breve momento de inspiração. Se havia a desconfiança de alguém de que ele voltaria a acertar de forma tão consistente na criação de belas músicas, como no primeiro disco, ela caiu por terra com “Frascos Comprimidos Compressas”. Catorze músicas mostrando que Ronei é definitivamente um dos grandes compositores dessa geração. Soma-se a isso uma banda ainda melhor, mais madura, sabendo o que quer e como alcançar a sonoridade já iniciada no álbum anterior, agora mais bem definida. Tudo isso, também, graças a colaboração de Junix na guitarra e a produção de Pedro Sá, que conseguiu levar para o estúdio o que a banda já fazia nos shows, inclusive propondo que gravassem ao vivo. Resultado? Rock e samba, afoxé e Caetano Veloso, com os dois pés fincados nos anos 70, mas soando extremamente atual.

Download

2“ChaChaCha” Retrofoguetes

retrofogueteschachachaEles poderiam se conformar e continuar sendo a melhor banda de surf music do país. Mas os Retrofoguetes não fazem o tipo que senta sobre os próprios louros. Mergulharam num oceano aberto de influências, sonoridades e ritmos e pariram um álbum no qual o que menos se ouve é o óbvio. Tem rockabilly, surf music, mas, também, tem mambo, tarantella, polca, ritmos circences, música do leste europeu e por aí vai. Criaram uma das melhores músicas dos últimos anos, a já clássica “Maldito Mambo”, usam guitarra baiana, acordeon, ukelelê e mostraram porque o rock baiano tem um sabor diferrente.

3 “Gelo Liso é Paraíso pra Quem Sabe Dançar”Radiola

radiolaO segundo disco da Radiola, “Gelo Liso É Paraíso Pra Quem Sabe Dançar”, apresenta uma evolução indiscutível da banda em relação ao primeiro trabalho. Se ainda precisa ganhar mais personalidade, o grupo mostra que está fugindo daquela linha sub-Nação Zumbi e entornando caldos de influências mais abrangentes. A aposta em se assumir mais baianos, inserindo, por exemplo, afoxé, samba e berimbau na sonoridade, é um dos principais acertos. As faixas que seguem essa linha e as mais ousadas acabam indicando o caminho que a banda deveria seguir de agora em diante.

Download

4“Ciranda”Pastel de Miolos

Pasteldemiolos

A urgência do punk rock hardcore em 9 músicas e pouco mais de 16 minutos. A banda de Lauro de Freitas está na ativa há quase quinze anos e soltou esse petardo apenas de forma virtual. É porrada direta, sem firulas, sem misturas e sem muita vírgula. A Pastel de Miolos  soa como uma banda punk de verdade sempre deveria, guitarra no talo, ritmo veloz e letras soltando o verbo, sem xurumelas.

Download

Melhores Discos Nacionais de 2009

1“Uhuuu!”Cidadão Instigado

cidadao_uhu

Fernando Catatau caminha para se tornar a principal referência na música brasileira contemporânea. Nesse terceiro disco do Cidadão Instigado, ele coloca de novo a própria banda a serviço de sua inventividade. Sem concessões, sem censuras, sem se preocupar com o mercado, apenas fazendo o que acha melhor. “Uhuuu!” é uma extensão do clássico “O Método Tufo de Experiências”, disco anterior, com Catatau e sua trupe mais uma vez enxertando sonoridades diversas em músicas desconexas, cheias de quebradas de andamento, letras estranhas e uma capacidade criativa rara de se ouvir. Brega, rock e experimentalismos se cruzando sem pudores. Se a ousadia sempre foi marca do Cidadão Instigado, neste disco não poderia ser diferente: e Catatau continua fazendo uma música moderna, inventiva e que, assim mesmo, poderia embalar qualquer rádio do país.

2“Frascos Comprimidos Compressas”Ronei Jorge & Os Ladrões de Bicicleta

Leia texto anterior.

3 “Zii e Zie” Caetano Veloso

caetanoO velho baiano é um dos poucos medalhões que sabe e permite atualizar-se. Desde “Cê” que ele voltou a demonstrar isso juntando-se a músicos da nova geração da música brasileira. Mais do que simplesmente tocar no disco, esses músicos têm feito o veterano baiano soar bem próximo do que de melhor se produz atualmente. Em “Zii e Zee”, Caetano reforça esse caminho, desacelerando um pouco, mas mantendo a banda enxuta com destaque para o trabalho da guitarra. Pena não ter sido tão inspirado nas canções quanto no álbum anterior.

4“Iê Iê Iê”Arnaldo Antunes

arnaldo_ieieieArnaldo Antunes vinha seguindo uma carreira correta, com bons discos, mas se repetindo, parecendo estar acomodado com o universo que criou para sua música. Nesse álbum, ele se aliou a Fernando Catatau e deu um chute na fórmula concretismo cabeça para se afundar no pop, no rock, no brega, na Jovem Guarda, no Iê Iê Iê. O resultado é um disco caprichado, divertido, dançante, bom de ouvir e com letras muito bem sacadas.

Os vencedores da votação*

Rodrigo Leopoldo
Leonardo Monteiro
Flávia Santos Almeida
Rebeca Gorender
Jefferson Paiva
Uilton Santos Alves
Luciano de A. Marins
Fabiana Tavares
Lais
Bruno

* Entraremos em contato pelo e-mail dos ganhadores para combinar envio dos prêmios

elcabong_melhores2

Para quem gosta de música sem preconceitos.

O el Cabong tem foco na produção musical da Bahia e do Brasil e um olhar para o mundo, com matérias, entrevistas, notícias, videoclipes, cobertura de shows e festivais.

Veja as festas, shows, festivais e eventos de música que acontecem em Salvador, com artistas locais e de fora dos estilos mais diversos.

Leia Mais
Faixa a Faixa – Rei Lacoste apresenta sua nova mixtape ‘Festas Clandestinas’